BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 18 de maio de 2010

O PROFESSOR ESTÁ SEMPRE ERRADO

Jô Soares



O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
Precisa faltar, é um 'turista'.
Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, deu 'mole'.
É, o professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

P.S.: Como é ingrata a vida de professor!

3 comentários:

Marcia Moreira disse...

Puxa, depois de quase 1 ano é que vocês escrevem! Já estava sentindo a falta de vocês. Parabéns pelo texto.

Whiskey Jack disse...

Sim, eu prefiria o tempo em que os alunos respeitavam ou tinham medo dos professores.
Quando eles davam valor a professorinha, ou a senhora, ou ao senhor, ou tio.
Quando adultos lembravam que sabiam determinados assuntos graças aos mestres.
Tempo bom que nao volta mais....

personalescritor disse...

Parece que o Jô sentiu na pele. É bem real: "como é dura a vida de professor"!